Norberto Marcher Mühle, Advogado

Norberto Marcher Mühle

Porto Alegre (RS)
14seguidores0seguindo
Entrar em contato

Recomendações

(2.687)
Christina Morais, Advogado
Christina Morais
Comentário · ontem
Texto maravilhoso, especialmente por lembrar que a força motriz das revoluções que permitiram o Estado de Direito moderno vieram dos burgueses. A burguesia atual, como definida neste artigo, que busca apenas ser servida e busca especialmente estabilidade no serviço público (ora que ironia), não é a burguesia de verdade. Não. Eles vivem em situação econômica de burgueses, mas não são burgueses. Os burgueses de verdade trabalham sim e muito. São em sua maioria liberais e empresários, de grandes a pequenos, e os que conheço dão preguiça de só ouvir contar sobre suas atividades rotineiras. Acordam cedo e dormem muito tarde. Não raramente não têm tempo de almoço. Trabalham incansavelmente para sustentar a si mesmos e aos seus dependentes, com a força do que produzem. E nessa produção geram sim muitos empregos e poderiam gerar muito mais em condições legais mais benéficas. Tanto trabalhistas quanto tributárias. Lutam bravamente pelo que conquistaram e quem ganha com isso não são só eles, mas todos os que se beneficiam de seu sucesso meritocrático, especialmente seus funcionários, trabalhadores, que com seu trabalho sustentam suas famílias igualmente. O maior desafio de um funcionário de empresa particular séria que esteja almejando alguma promoção é conseguir chegar ao trabalho antes do patrão e mostrar algum serviço igual ou melhor, que o faça merecedor de alguma promoção. Esse tal de desdém para com o trabalhador "inferior" não vem dos burgueses, os de verdade. Mas dessa nova burguesia retratada no artigo, acostumada a ser servida e que subiu na vida com o esforço alheio e não por mérito. Gente que não produz nada na vida. Vivem de tretas mamatórias do dinheiro público, o qual não empenharam o esforço de um músculo sequer para amealhar e do qual muito se beneficiam indevidamente, legal ou apenas moralmente. E o interessante é que todo o discurso progressista dessa nova burguesia, que de burgueses não têm nada e não passam dos novos reizinhos de pequenos reinados avassalados do Governo, levanta a bandeira dos direitos humanos e outros pilares da liberdade e igualdade, porém, a prática do que propõem é um total acinte, descarado e vergonhoso, a tudo quanto pregam de forma escandalosamente hipócrita.

Perfis que segue

Carregando

Seguidores

(14)
Carregando

Tópicos de interesse

Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Porto Alegre (RS)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Norberto Marcher Mühle

Entrar em contato